No fundo do quintal...
 


Denúncia! Cuidado, assassino serial à solta em SP!!

 

 

A T E N Ç Ã O!!!

 

 

O "Quintal", num serviço de utilidade pública denuncia:

 

 

Um alerta para quem possui cachorros !

 

 

Recebemos uma denúncia anônima de um sujeito inescrupuloso que está exterminando cachorros na região de São Paulo (capital e cidades próximas).

 

 

Segundo denúncia, sua intenção é de exterminar o maior número de cachorros que conseguir, preferencialmente o Pit Bull e o Bull Terrier .

 

 

Caso algum de vocês o reconheça, nao deixe de denunciar!

 

 

Por favor, não podemos ficar de braços cruzados mediante a este desrespeito quanto à violência praticadas contra nossos animais de estimação.

 

 

Não deixem de denunciar este meliante vil e sem compaixão!!

 

 

 

 

Abaixo, segue foto tirada do sujeito preparando-se para cometer mais um de seus crimes:

 

 

 

 

 

 

 

 

 



 Escrito por Andre Carvalho às 08h10
[]




Até que enfim é segunda-feira!!

Podem me chamar de maluco por ficar contente em acabar o final de semana e chegar a sofrível segunda-feira, mas acontece que esse final de semana foi tão arrastado que eu já estava doido, torcendo para que ele fosse logo embora. Que tanta chuva foi essa que caiu no Rio de sábado até hoje de manhã rapaz!

O pior disso tudo mesmo foi que eu fiquei sabendo que ela fez muito estrago pelo Estado afora. A infra-estrutura de todo o Estado do Rio de Janeiro de uma maneira geral na época das chuvas é uma calamidade e quanto mais carente for o local, mais riscos a população desses locais correm. É uma tristeza. Fiquei sabendo de casas que foram arrastadas pelo forte temporal e de famílias inteiras que já não existem mais... Difícil até de continuar.

 

Vida que segue...

 

Pois é né, a vida continua para quem Deus permite que continue. E é por isso que eu não costumo reclamar dessa história que a semana começou, que vai começar a rotina de casa – trabalho - casa toda de novo...

(Bom, não costumo reclamar agora, porque já fui rabugento prá caramba com isso também). O fato de estarmos vivos e com saúde já é muito, minha gente. Tem gente que não tem nem isso e nem reclamar reclama...

 

Haja saco...

 

Enquanto o mundo se acabava em água do lado de fora, eu constatei que a Globo exibia pela 587ª vez (só nesse bimestre) o tal do “Twister” (isso me lembra aquele grupinho genérico do West Life ou outro daqueles grupinhos de Mauricinhos dos EUA), heheh. Prá falar a verdade não sei o que pode ser pior, ver aquele cinema-catástrofe ou ouvir a “música” desses caras. Haja....

Também, mesmo que eu quisesse assistir de novo o filme, não ia ser possível, por causa das tempestades, fiquei sete horas sem luz no sábado e outras oito e meia no domingo. Ninguém merece, tem que ter muuuito saco prá isso tudo.

 

Em tempo

 

Inseri hoje nos preferidos do quintal o blog da minha mais nova amiga “blogueira”, a Luciana de SP.

O blog dela é o “Ventania de Palavras”. Sinceramente um dos blogs mais bonitos que eu já vi, não só pela aparência dele, que por sinal já valia a visita, como pela qualidade dos posts. Fica registrado aqui meus parabéns Lu (posso te chamar assim né?) pelo seu cantinho. Continue assim.

 

Bom, depois eu volto. Ou amanhã. Ou quando a chuva deixar...



 Escrito por Andre Carvalho às 12h28
[]




O Bordado

Essa é para terminar bem a semana e começar o “finde” melhor ainda...

 

 

O Prof. Damásio de Jesus é um dos maiores tratadistas do Direito Penal Brasileiro, com incontáveis publicações na área Processual. Em novembro/2002 ele escreveu isso:

Quando eu era pequeno, minha mãe costurava muito. Eu me sentava no chão, brincando perto ela, e sempre lhe perguntava o que estava fazendo. Respondia que estava bordando. Todo dia eram a mesma pergunta e a mesma resposta.
Observava seu trabalho de uma posição abaixo de onde ela se encontrava sentada e repetia:

"Mãe, o que a senhora está fazendo"?
Dizia-lhe que, de onde eu olhava, o que ela fazia me parecia muito estranho e confuso. Era um amontoado de nós, e fios de cores diferentes, compridos, curtos, uns grossos e outros finos. Eu não entendia nada. Ela sorria, olhava para baixo e gentilmente me explicava:

"Filho, saia um pouco para brincar e quando terminar meu trabalho eu chamo você e o coloco sentado em meu colo. Deixarei que veja o trabalho da minha posição".

Mas eu continuava a me perguntar lá de baixo: "Por que ela usava alguns fios de cores escuras e outros claros? Por que me pareciam tão desordenados e embaraçados? Por que estavam cheios de pontas e nós? Por que não tinham ainda uma forma definida? Por que demorava tanto para fazer aquilo"?

Um dia, quando eu estava brincando no quintal, ela me chamou: "Filho, venha aqui e sente em meu colo".

Eu sentei no colo dela e me surpreendi ao ver o bordado. Não podia crer! Lá de baixo parecia tão confuso! E de cima vi uma paisagem maravilhosa! Então minha mãe me disse:

"Filho, de baixo, parecia confuso e desordenado porque você não via que na parte de cima havia um belo desenho. Mas, agora, olhando o bordado da minha posição, você sabe o que eu estava fazendo".

Muitas vezes, ao longo dos anos, tenho olhado para o céu e dito: "Pai, o que estás fazendo"? Ele parece responder: "Estou bordando a sua vida, filho".
E eu continuo perguntando: "Mas está tudo tão confuso... Pai, tudo em desordem. Há muitos nós,
fatos ruins que não terminam e coisas boas que passam rápido. Os fios são tão escuros. Por que não são mais brilhantes"?

O Pai parece me dizer: "Meu filho, ocupe-se com seu trabalho, descontraia-se, confie em Mim... e
Eu farei o meu trabalho. Um dia, colocarei você em meu colo e então vai ver o plano da sua vida da minha posição".

Muitas vezes não entendemos o que está acontecendo em nossas vidas. As coisas são confusas, não se encaixam e parece que nada dá certo. É que estamos vendo o avesso da vida!

Do outro lado, Deus está bordando...



 Escrito por Andre Carvalho às 15h13
[]




Curiosidades II...

O que é Abracadabra??

 

 

   Ninguém tem muita certeza. O que se sabe é que foi no século 2 que a palavrinha apareceu grafada pela primeira vez. O médico grego Quintus Serenus Sammonicus a escreveu num de seus livros sobre remédios e curas. Segundo o livro, abracadabra tratava-se de um vocábulo secreto de uma seita na Alexandria, cujo deus supremo era Abrasax, inspirador do nome.

   Também não há explicação definida para a maneira como o mote acabou chegando às línguas modernas. A forma grega, abrasadabra, pode ter sido a responsável. Mas há quem diga que abracadabra foi inventada a partir das iniciais de três nomes hebreus que se referem à Trindade: Ab (pai), Ben (filho) e Ruach (Espírito Santo).

   Outras teorias dizem que a expressão surgiu da união das palavras hebraicas abreg, ad e habra. A junção das três significaria "fulmine com seu raio". E há ainda quem aposte que o jargão mágico seria um mix das palavras celtas Abra (Deus) e Cad (Santo).

   Durante a Antiguidade, a expressão era escrita num triângulo de couro usado no pescoço como pingente para invocar poderes de cura para dores e outros perrengues.

   Os adeptos da religião Wicca acreditam em sua função protetora. Exorcistas e místicos usam-na até hoje para chamar ou banir espíritos.

   E de Houdini a David Copperfield, todos os ilusionistas, grandes ou medíocres, empregaram a expressão.

 

   Ambos os textos foram extraídos da edição deste mês da revista Superinteressante, e eu achei eles tão curiosos que resolvi postar.

   Sobre essa história das letras trocadas é incrível como a gente consegue mesmo ler com as lertas toads emrbaahlaads nõa é msemo??

   Bom, na dúvida sobre a verdadeira origem do Abracadabra!!, melhor ficar com o Sim sim salabim ou Pi li pim pim mesmo. Sei lá o que é que eu tô falando com isso...



 Escrito por Andre Carvalho às 16h25
[]




Cuiriosidades...

 

É vrdedae que pdoeoms ler uma fasre ebmarahadla?

 

 

   Sim, afinal você leu a pergunta acima. Mas não existe nenhum estudo comprovando que "a úncia csioa iprotmatne é que a piremira e útmlia lrteas etejasm no lgaur crteo".

   Esse texto começou a circular pela internet em 2003 e intrigou o pesquisador Matt Davis. Ele trabalha no departamento de Ciência Cognitiva da Universidade de Cambridge, Inglaterra, citada como autora do estudo. Ele estuda justamente como o cérebro processa a linguagem e, se essa pesquisa tivesse sido feita ali, Davis saberia. "Essa mensagem é mais um spam", diz o lingüista.

   Um exemplo de que a mensagem que circulou na internet não passa de uma brincadeira é que as versões em idiomas com estruturas complexas não fazem sentido. É o caso do finlandês, língua em que as palavras são bastante compridas.

   Como leitores experientes, pulamos a etapa da leitura dos fonemas. "Nós identificamos a 'silhueta' da palavra. Mas isso não tem nada a ver com a primeira ou a última letra", diz o professor de lingüística Guillaume Fon Sing. Dessa forma, mesmo com letras embaralhadas, nosso cérebro sabe qual a palavra conhecida mais próxima daquela bagunça. Mas, se o deslocamento das letras é grande, se as palavras são longas ou pouco conhecidas, a frase costuma ficar cteoampmnltee ddatrpaaisa*

 

 *completamente disparatada

 



 Escrito por Andre Carvalho às 16h24
[]




A Teoria sobre os efeitos contrários

Aquela história de que nem tudo é o que parece ser ou que há males que vem para o bem, podem parecer só frases feitas ou ditos populares, mas se formos entender bem tudo o que acontece com a gente, vamos perceber que se trata mesmo da mais pura verdade.

 

Leiam isto:

 

Os homens que não obtêm resultados satisfatórios naquilo que executam com esforço, ou no que julgam ser uma boa ação, desconhecem a teoria dos efeitos contrários, ou melhor, falta-lhes discernimento a respeito de sua razão transcendental. Vou explicar essa teoria dando alguns exemplos. Quem a entender, não deixará de lucrar com isso.

 

 

Dentre os líderes dos fiéis, há os que procuram mostrar-se mais elevados, mais importantes do que realmente são. Tais líderes acabam recebendo o que merecem e, conseqüentemente, são menosprezados. Aqueles que sempre mantêm uma atitude discreta e moderada, atraem maior consideração.

 

 

Existem, também, os que gostam de contar seus sucessos, o que não é agradável para os ouvintes. A exibição é condenável. Quem expõe os fatos tal qual eles se apresentam, granjeia maior simpatia, e sua palavra discreta o enobrece perante o ouvinte. Ao prestar um auxílio, evitem falar como estivessem vendendo favores, pois isso só serve para diminuir o sentimento de gratidão das pessoas

 

 

Mokiti Okada, 3 de outubro de 1951. (A teoria dos efeitos contrários).

 

 

Em outras palavras, por mais difícil que pareça ser, e realmente é, principalmente para quem ainda não crê nisso, as coisas por mais adversas e negativas que possam parecer no momento em que lhe são apresentadas, na verdade tendem a ter um efeito contrário na vida da pessoa. Para quem sente o mal que alguém possa ter lhe feito, por exemplo, só a lição que fica daí por diante já é um grande benefício a ser recebido, e não quer dizer que daí para frente nós tenhamos que ser frios ou insensíveis com tudo e com todos, pelo contrário, ter discernimento e bom senso é o principal, ter sempre "o pé atrás" em tudo e principalmente querer julgar as pessoas são as principais atitudes contrárias para qualquer pessoa que deseja viver a vida em paz e com alegria.



 Escrito por Andre Carvalho às 09h07
[]




Acabou a moleza!!

É, eu falei que o blogguinho ia passar por reformas... No final, acabou mudando foi tudo de uma vez: Nome, link, modelo...

Mas ficou legal. Eu adorava o modelo antigo, afinal foi feito especialmente prá mim (Te mete!!!) mas eu sou meio inconstante prá algumas coisas mesmo e agora do jeito que ele está ficou mais a minha cara (só não sei até quando também), mas os posts antigos eu deixei todos aqui. Não tenho motivo nenhum para apaga-los, pelo contrário, cada um deles representa um pedacinho de tudo o que eu gosto e sinto, portanto, tira-los significaria negar meus próprios sentimentos.

 

Vida que segue...

 

Caramba, tenho que falar aqui de uma estória muito legal que eu li no blog do meu amigo Bruno. O blog dele é o Misquilinas Variadas que está aí na lista dos meus preferidos e a estória é sobre um repórter de campo em início de carreira que acompanhava diariamente a vida do time da cidade dele, o Pindominguense (acho que era isso), o bravo e destemido clube da 2ª divisão do Campeonato Estadual Matogrossense (sic).Prá quem curte o trabalho desses caras, a narração da trajetória do intrépido repórter é muito engraçada e a gente fica imaginando mesmo como os caras devem ficar desesperados esperando o momento do gol para fazer aquelas repórtagens "sobrenaturais", o gol nem saiu ainda e o cara já está dizendo tudo o que vai acontecer e quando ele acaba de falar... Gooooool.

Vale a pena conferir. São dois posts seguidos, é muito legal.

 

Falando em futebol...

 

Putz, falar em futebol aqui no Rio é motivo de encostar no balcão de um botequim e encher a cara de tanta raiva (ou de tristeza) de tão péssimo que andam os times daqui. É uma porcaria atrás da outra.

Não é querer botar pilha não, só porque sou vascaíno (já botando, heheh), todos estão uma bela d'uma M... (com M bem grande mesmo), mas o timinho do Flamengo é sem dúvida o Tabajara do Rio. É pior ainda que o do Botafogo, que mulambada cara!!

Meu Vasquinho se tem um monte de pernas-de-pau também, pelo menos tem uma garotada que "come" grama de tanta correria que a gente vê durante o jogo, mas os rubro-negros, tirando o último jogo com o Botafogo parecem a Seleção da Jamaica, entram "ligadões" no jogo aêê, mó viagem...

Mas as coisas vão melhorar. Pelo menos ano que vem vamos ter dois campeonatos nacionais disputadíssimos, a primeirona e o da segunda divisão com a presença do Grêmio (que já foi), do Guarani (que está de passagem comprada), do Atlético MG (que tá doidim prá ir sô) e quem sabe de Bota ou Fla. Vai ser muito bom de se assistir rapaz (e de zoar os torcedores de quem cair também).

 

Voltando ao começo...

 

Bom, daqui prá frente, o espaço novo é esse aí. Um cantinho prá lembrar as rodinhas de bate-papo de fim de tarde, aquela reunião de amigos de fim-de-semana e tudo que lembre algo agradável e bacana de se ver e de se ler. Um abraço.



 Escrito por Andre Carvalho às 07h56
[]




Fechado para Obras...

Apesar do pouco tempo de vida que ele tem, o Ensinamentos em breve vai passar por mudanças. Vai passar a ser um espaço restrito apenas para pensamentos, não de ensinamentos. Vai ficar mais íntimo, apenas para coisas bem mais particulares. Para abrigar textos e ensinamentos, vou criar outro espaço em breve também. Enquanto eu não conciliar o início do novo com a reforma do velho, vou ficando sem colocar alguma coisa de útil por aqui (se é que eu já coloquei algo assim aqui, hehe).

Por enquanto é só, não vai ficar totalmente parado nesse período mas, ainda assim, quem passar por aqui enquanto isso, faz o favor de pegar um paninho e tirar pelo menos o pó de cima dele prá não ficar muito sujo tá?



 Escrito por Andre Carvalho às 16h25
[]




A importância do perdão.

Coisa difícil de se fazer é perdoar alguma coisa que tenham feito contra nós. Pois esse ato salva vidas. Principalmente a de quem perdoa, mais do que a de quem é perdoado. Convido vocês a lerem essa estória que retrata bem a importância do perdão, os benefícios ganhos por quem o faz e o mal que a pessoa incapaz de perdoar recebe como preço por não fazê-lo:

 

O pequeno Zeca entra em casa após a aula, batendo forte os seus pés no assoalho da casa. Seu pai que estava indo para o quintal fazer alguns serviços na horta, ao ver aquilo chama o menino para uma conversa. Zeca, oito anos de idade, o acompanha desconfiado. Antes que seu pai dissesse alguma coisa, fala irritado:

 

- Pai, estou com muita raiva! O Juca não deveria ter feito aquilo comigo! Desejo tudo de ruim para ele.

 

Seu pai, um homem simples, mas cheio de sabedoria, escuta calmamente o filho que continua a reclamar:

 

- O Juca me humilhou na frente dos meus amigos! Não aceito! Gostaria que ele ficasse doente sem poder ir à escola!

 

O pai escuta tudo calado, enquanto caminha para um abrigo onde guardava um saco cheio de carvão. Levou o saco até o fundo do quintal e o menino o acompanhou calado. Zeca vê o saco ser aberto e antes mesmo que ele pudesse fazer uma pergunta, o pai lhe propõe algo:

 

- Filho, faz de conta que aquela camisa branca que está secando no varal é seu amiguinho Juca. E cada pedaço de carvão é um mau pensamento seu endereçado à ele. Quero que você jogue todo o carvão do saco na camisa até o último pedaço. Depois eu volto para ver como ficou.

 

Ah, o menino achou que seria uma brincadeira muito divertida e pôs mãos à obra. O varal com a camisa estava longe do menino e poucos pedaços acertavam o alvo. Uma hora se passou e o menino terminou a tarefa. O pai que espiava tudo de longe se aproxima do menino e lhe pergunta:

 

- Filho, como está se sentindo agora?

 

- Estou cansado mas feliz porque acertei muitos pedaços de carvão na camisa.

 

O pai olha para o menino que fica sem entender a razão daquela brincadeira e carinhoso lhe fala:

 

- Venha comigo até o varal.

 

O menino estava tão sujo que só dava para enxergar os seus dentes e seus olhinhos.

 

- Filho, você viu que a camisa quase não sujou, mas olhe para você. O mal que desejamos aos outros é como o que lhe aconteceu. Quando atrapalhamos a vida de alguém com nossos pensamentos, a borra, os resíduos, as fuligens ficam sempre em nós mesmos.

 

Cuidado com seus pensamentos, eles se transformam em palavras.

Cuidado com suas palavras, elas se transformam em ações.

Cuidado com suas ações, elas se transformam em hábitos.

Cuidado com seus hábitos, eles molduram seu caráter.

Cuidado com seu caráter, ele controla seu destino.



 Escrito por Andre Carvalho às 16h10
[]




Um Amor Puro (Trecho).

O que há dentro do meu coração

Eu tenho guardado prá te dar

E todas as horas que o tempo tem prá me conceder,

São suas até morrer!

 

...Te adoro em tudo, tudo, tudo!

Quero mais que tudo, tudo, tudo

Te amar sem limites,

Viver uma grande história...

 

Só coloquei o trecho que me interessa, mesmo eu gostando da música inteira.



 Escrito por Andre Carvalho às 13h21
[]




Êita semaninha difícil... (Ainda bem que acabou).

Esta semana foi bastante difícil. Muito trabalho (graças a Deus), e muitos problemas prá resolver. A vida sempre te reserva bons e maus momentos o tempo todo e comigo não foi diferente nesse período. Como diria Renato Russo, nestes últimos dias "Tenho andado distraído, impaciente e indeciso" (salve salve Maestro Manfredini!). Principalmente impaciente. Sempre me tacharam de parado demais prá resolver tudo, de não ter muita força de vontade de correr atrás das coisas, mas, a verdade é que se a coisa não me tocar de verdade, eu não corro atrás dela. Eu sei que é um defeito que eu tenho e tento ao menos melhorar um pouco, mas defeito é defeito né? Você nasce com ele e prá se livrar é um custo. Mas estou melhorando. Eu tenho andado muito impaciente mesmo porque não consigo dar um rumo prá minha vida direito. Dependo ainda de tantas coisas, tantas pendências que não são só minhas que tem que ser resolvidas que estou me sentindo preso num quarto escuro sem a menor chance de enxergar a saída. Estou só "Tocando em frente" para citar outra música. Vamos ver até onde eu agüento mantendo a razão na frente do coração.



 Escrito por Andre Carvalho às 16h49
[]




Prece da Paz Inquieta

Sim, eu quero a tua paz.

A paz que o mundo não conhece e por isso mesmo não pode oferecer!

Quero a paz dos mártires do cotidiano, que vivem trinta, sessenta, noventa anos apostando a vida e os sonhos na grande verdade que é o seu Deus.

Quero a paz dos mártires de todos os tempos, que deram seu sangue por algum ideal bonito, pelo seu povo, pela sua fé. E morreram sem ódio, mas também sem medo, porque entendiam que sua vida valia a sua morte, que na fraqueza dos sem armas residia sua força histórica.

Quero a paz dos que não arrancam flores e não pisam em sementeiras, dos que ficam irados, mas controlam sua ira, dos que apontam os erros, sem ódio do irmão que erra, dos que denunciam, sem perder a ternura, dos que lutam por uma nova era, sem perder a perspectiva, dos que abraçam ideais, sem perder-se em ideologias, dos que abraçam uma religião, sem a imaturidade do fanatismo, dos que não confundem a força do direito, com o direito da força.

Quero a paz inquieta, que só tu conheces...

Quero estar bem comigo, mesmo sem ter um minuto de sossego..

Quero estar sempre agitado por fora e sereno por dentro, é alma inquieta e coração feliz...

Quero tudo isto pai, porque teu filho Jesus me ensinou:

A paz que não é inquieta, não é paz, é sossego.

E eu senhor, não te peço para ser feliz, basta-me a tua paz inquietante e desinstaladora!

É dela que o mundo precisa!!

É dela que eu preciso!

 

Extraído do Blog: O Mundo de Isabeau



 Escrito por Andre Carvalho às 06h13
[]




Hoje não deu tempo prá fazer nada, que correria! Trabalho para caramba, muitos problemas para resolver e só 24 horas para fazer tudo...

Mas, para não passar em branco, deixo uma bela mensagem que eu achei sem querer pelos sites da vida e que é uma injeção de ânimo para qualquer um.

 

"Sempre pense em continuar movendo-se para frente. Não olhe para os lados.

Para frente somente! Aqueles que tem o hábito de olhar ao redor ficam paralisados.

Agora não é o momento de ir para trás ou ser deixado de lado. Todos deveriam ter a fé firme em seu destino elevado e verdadeiro. Há 3 vozes fortes a serem ouvidas atentamente: (1) minha própria voz interior, (2) as indicações do tempo e (3) os sinais de Deus. Todas elas estão nos ajudando a ir em frente."

 

Brahma Kumaris



 Escrito por Andre Carvalho às 15h31
[]




Eu tenho a música misturada com minha alma.

Ela corre nas minhas veias junto com meu sangue.

Creio que conseguiria resistir mais tempo sem ar do que sem música...

 

Andre C Carvalho



 Escrito por Andre Carvalho às 16h06
[]




Céu do Norte (Northern Sky).

Eu nunca senti uma mágica louca como esta

Eu nunca vi que as luas conheciam o meio do mar

Eu nunca prendi a emoção na palma de minha mão

Ou senti as brisas suaves no topo das árvores

Mas agora que você está aqui

Meu céu do norte está brilhante

 

Há muito tempo que estou esperando

Esta que estou a pensar

Há muito tempo que eu tenho vagado

Através das pessoas que conheci

Oh, se você quisesse e eu pudesse

Endireitar os olhos de minha nova mente.

 

Vocé iria me amar por meu dinheiro

Você iria me amar por minha cabeça

Você iria me amar com o inverno

Você iria me amar até que eu morresse

Oh, se você quisesse e eu pudesse

  

Eu nunca senti uma mágica louca como esta

Eu nunca vi que as luas conheciam o meio do mar

Eu nunca prendi a emoção na palma de minha mão

Ou senti as brisas suaves no topo das árvores

Mas agora que você está aqui

Meu céu do norte está brilhante

 

Nick Drake.



 Escrito por Andre Carvalho às 15h59
[]




Que saudade do que ainda não tive...



 Escrito por Andre Carvalho às 16h06
[]




Ao lado de você. (Beside you)

Nós seguimos rio abaixo pelo córrego,

Foi assim que meu sonho começou

Sem me preocupar com as pessoas que nos olhavam atentamente

E sonhei sem cuidados

 

Sim, eu vou sempre estar ao lado de você

Para prestar atenção ao dia e à noite

E vamos ouvir o nascer do sol

E sentir a sua luz crescendo

E a paz entrará em nós calmamente.

 

Para onde estamos indo, eu não sei

Por milhões de anos nosso amor continuará crescendo

Os mistérios mais profundos, dia após dia

Mas confie em meu amor, e ouça o que eu digo.

 

Sim, eu vou sempre estar ao lado de você

Para prestar atenção ao dia e à noite

E vamos ouvir o nascer do sol

E sentir a sua luz crescendo

E a paz entrará em nós calmamente.

 

A paz entrará em nós calmamente.

Sim, eu vou sempre estar ao lado de você

Para prestar atenção ao dia e à noite

E vamos ouvir o nascer do sol

E sentir a sua luz crescendo

E a paz entrará em nós calmamente.

 

E a paz entrará em nós calmamente.



 Escrito por Andre Carvalho às 16h05
[]




Não pense muito, faça.

Estava voltando ontem para casa depois do trabalho quando aconteceu algo curioso no ônibus. Eu reparei no último passageiro que entrou no carro depois que ele saiu do ponto final, um homem de meia idade, vestido normalmente, parecia estar vindo do trabalho também, como a maioria ali dentro. Entrou, pagou a passagem e foi direto para a frente do carro. Falou qualquer coisa com o motorista e sentou na escada da porta de saída do carro. Até aí nada demais. Alguns minutos depois, eu olhei para a frente do carro de novo e o homem estava agora dormindo sentado na escada. Pensei: Esse cara vai acabar pegando no sono de verdade e se machucando numa freada mais forte. Eu estava sentado mais ou menos na metade do carro, mas como ele não estava cheio conseguia ver bem tudo o que estava acontecendo ao meu redor. Fiquei pensando no que aquele homem poderia ter feito durante o dia para estar tão cansado daquele jeito, no que ele poderia trabalhar para estar assim?

Eu estava com muita dor de cabeça e resolvi fechar os olhos também para relaxar um pouco. Poucos instantes depois que eu fiz isso, escutei um barulhão! Pensei na hora que o ônibus tinha batido e abri os olhos, mas vi que o barulho na verdade foi o tal homem que pegou mesmo no sono e bateu com a cabeça no assoalho.

Instantaneamente eu me levantei e corri para ajudá-lo, enquanto percebi que as pessoas que estavam acordadas e viram a cena começaram a rir ou a debochar dele. Pedi para que eu o ajudasse a levantar e sentar no meu lugar, ele a princípio não entendeu, estava ainda muito tonto e só depois eu consegui convencer ele a se sentar onde eu estava, e acabei ficando no mesmo lugar onde ele estava, só que de pé.

Uns cinco minutos depois disso, já nem estava mais pensando sobre o que aconteceu, o mesmo homem vem cambaleando lá de trás do carro e me chama falando assim: - Ei, ô cara!! Porque você me sentou lá atrás hein??

Eu tomei um susto mas respondi: - Por que o senhor estava dormindo aqui no chão e podia se machucar

E ele me respondeu: Pô "merrmão", eu pensei que já tinha chegado em Belford Roxo!, Se liga pô!!

Só então eu percebi que ele estava assim porque estava bêbado e não cansado. Eu fiquei olhando ele voltar para o lugar que era meu no carro e ao invés de ficar com raiva do que aconteceu, comecei a rir e a agradecer por ter feito alguma coisa de bom para aquele cara sem ao menos perceber que ele não queria que fizessem nada por ele. É assim que deve ser mesmo. Aprendi que não se espera ninguém pedir ajuda, se você sabe que alguém precisa de algo e você pode resolver, porque esperar? Vá lá e faça! Foi o que eu fiz. Valeu a pena.



 Escrito por Andre Carvalho às 06h40
[]




Visual Novo!

Olha o presentão que eu ganhei!! Visual novo no meu cantinho, com direito a tema musical e tudo! E que tema. Eu amo essa música, ela representa toda essa nova fase que estou passando na minha vida. Muito obrigado à pessoa que mudou meu blogguinho, por sinal é a mesma que me deu essa música de presente! Ficou ONZE!! Realmente, I’ll find my way home, só espero que não demore muito.



 Escrito por Andre Carvalho às 06h31
[]




Uma dia prá lá de especial.

Cheguei ontem de São Paulo (a viagem para o Solo Sagrado que eu citei no post de sexta-feira) e estou realmente muito feliz. Foi uma viagem praticamente perfeita. Digo “praticamente” por causa de uma coisa só: A Missão que eu tinha para cumprir foi cumprida com êxito (Graças a Deus!), a viagem foi ótima e tranqüila, vi dois filmes lindos no ônibus (um deles praticamente valeu pela viagem inteira), tirei muitas fotos (coisa que eu detesto fazer é tirar fotos) e o lugar em si já vale todo o esforço de quase 7 horas de estrada prá ir e outras 7 prá voltar (cansa pacas!), mas ficou uma sensação de vazio dentro de mim. Sabe a criança que fica esperando a noite de natal inteira por aquele presente que ela sabe que é quase impossível de ganhar, mas mesmo assim ela fica ali perto da árvore até dormir de cansaço e só se levanta quando perde todas as esperanças de ter o presente em suas mãos, e aí vai embora prá cama triste, mesmo depois de ter tido uma noite perfeita? Pois é, foi assim que eu me senti. Eu sabia que eu não ganharia o “presente” ali, mas fiquei o tempo inteiro que estive lá ansioso pela hora em que ele chegaria. É claro que ele não veio, como eu disse, sabia que não viria, mas a esperança não me deixava pensar com a razão o dia inteiro... (Eu, deixando a emoção virar minha cabeça a ponto de esquecer completamente a razão... como as pessoas mudam!).  Pois é, eu mudei, e muito. Talvez nem tenha mudado tanto assim, na verdade o que eu fiz foi renascer. Acho que esse termo é melhor. Estava quase morto (não fisicamente, claro) quando tive a visita de um Anjo na minha vida, e ele me salvou. Foi a partir daí que tudo mudou, voltei a enxergar a luz que estava fraquinha, lá no horizonte e a vida voltou a ter sentido (e muito sentido). Agradeço muito a Deus por isso. Enfim, o presente não veio (dessa vez) mas não é por isso que o maluquinho aqui vai baixar a cabeça não, pelo contrário. As coisas podem não estar ainda nem próximas do que eu desejo, mas um dia vão estar. E nesse dia a criança não vai nem precisar esperar a noite toda para brincar com o que tanto almeja, ela vai ter sim é a vida inteira para descontar todo o tempo que precisou ficar esperando por ele... 



 Escrito por Andre Carvalho às 06h37
[]




Soneto de Felicidade (Vinicius de Morais).

De tudo ao meu amor serei atento

Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto

Que mesmo em face do maior encanto

Dele se encante mais meu pensamento.

 

Quero vivê-lo em cada vão momento

E em seu louvor hei de espalhar meu canto

E rir meu riso e derramar meu pranto

Ao seu pesar ou seu contentamento.

 

E assim, quando mais tarde me procure

Quem sabe a morte, angústia de quem vive

Quem sabe a solidão, fim de quem ama

 

Eu possa me dizer do amor (que tive):

Que não seja imortal, posto que é chama

Mas que seja infinito enquanto dure.



 Escrito por Andre Carvalho às 14h44
[]




A Lua que eu ganhei...

Eu não imaginava que algo tão grande e magnifíco poderia caber em um lugar tão pequeno. Eu ganhei a lua de presente no sábado e ela coube direitinho em meu coração, lugar onde escolhi para gudardá-la. Não poderia ser em outro lugar. Ela está bem ao lado do amor que eu guardei para dar exatamente para quem me deu esse presente raro e lindo. Especialmente bonita ela estava mesmo no momento em que eu a observei e a guardei comigo. Mais rara e linda do que a lua que eu ganhei,só essa pessoa a quem devo a honra de ter recebido não só a lua, mas todo o amor e sentimento que ela tem. Eu espero o momento de lhe devolver o presente, mas não de braços cruzados, e sim fazendo o possível para não só ter sabedoria para esperar como para fazer o impossível para o bem estar dela principalmente.

...Eu quero te roubar prá mim, eu que não sei pedir nada...Eu só quero saber em qual rua minha vida vai encostar na tua.



 Escrito por Andre Carvalho às 07h52
[]


[ ver mensagens anteriores ]
 
 
 
 Ver mensagens anteriores



 Meu outro blog
 Meu Orkut